Weby shortcut
Mestrado banner

Dúvidas Frequentes

Atualizado em 12/06/17 14:22.

Quais são as linhas de pesquisa do mestrado e quais professores orientam em cada uma delas?

Linha de pesquisa (LP) é o eixo temático ao qual o aluno fará parte dentro do programa de mestrado. O futuro ingressante deverá ter escolhido por uma das linhas de pesquisa no ato da inscrição, pois para a concepção do pré-projeto de pesquisa, leitura da bibliografia recomendada para a prova escrita e para a prova oral serão necessários conhecimentos específicos da LP escolhida, por isso fique atento.

1. Mídia e Cidadania Estudo da relação entre mídia e processos de sociabilidade, socialização e exercício da cidadania política nas sociedades contemporâneas. Ênfase nos processos formativos da sociedade em suas variadas matizes políticas criadas, mantidas e transformadas pela mídia no terreno de suas intervenções sóciopolíticas. Estudos que envolvem a natureza da estrutura das intervenções midiáticas na formação e dinâmica de esferas públicas democráticas, plurais e emancipatórias.

2. Mídia e Cultura Estudo da produção cultural midiática em suas interfaces com a dinâmica cultural das sociedades contemporâneas, com relevo sobre questões de identidade, diversidade cultural, multiculturalismo e globalização. Estudo da mídia em suas relações com as questões culturais da contemporaneidade. Ênfase sobre processos de formação de hegemonias, de prática e valores culturais emergentes e alternativos oriundos do ambiente midiático, discursivo e imagético, das suas rotinas produtivas e relações com as demais instâncias culturais da realidade social em geral e, em especial, da sociedade brasileira.

Para saber os docentes que orientam por linha de pesquisa acesse a página: http://mestrado.fic.ufg.br/pages/8698-corpo-docente

Recomendamos que busque no Currículo Lattes de cada orientador as pesquisas mais recentes, bem como os artigos publicados em eventos, periódicos e capítulos de livros. Isso fará a diferença para ficar antenado quanto ao que está sendo produzido no mestrado.

 

Eu trabalho, posso concorrer a uma vaga no mestrado?

Sim, não há restrições quanto ao candidato trabalhar ou não para a seleção, porém o mestrado acadêmico exige do aluno regular dedicação às atividades, por isso se o candidato que trabalha for aprovado deverá assinar um documento informando que a empresa o dispensará para cumprir as atividades do mestrado. Caso não trabalhe poderá concorrer à bolsa auxílio, e caso opte por tornar-se um bolsista e dedicar-se exclusivamente ao mestrado basta apresentar documento que comprove que não possui vinculo empregatício.

 

Como Funciona o Processo Seletivo?

As principais datas e informações sobre o processo seletivo constam no edital, mas basicamente é composto por inscrição – que prevê a entrega da documentação exigida + o pré-projeto; prova escrita e de suficiência em língua estrangeira; prova oral – com os professores da linha de pesquisa almejada. Os candidatos aprovados em todas as fases e que estiverem dentro do limite de vagas são aprovados para serem alunos regulares do Mestrado em Comunicação.

 

Como Funciona a Bolsa? Quem pode Concorrer?

 No Mestrado em Comunicação são oferecidas duas modalidades de bolsa: CAPES/CNPQ e FAPEG. A bolsa CAPES/CNPQ é concedida aos alunos regulares matriculados no programa que não possuírem vínculo empregatício e residirem em Goiânia, além de assinarem um termo de compromisso mais detalhado. Como não há quantidade de bolsas para todas as vagas, a distribuição é realizada pela ordem de classificação no processo seletivo, por cada linha de pesquisa.

A bolsa FAPEG pode ser requerida por qualquer aluno que não tenha outra modalidade de bolsa e que tenha vínculo empregatício (ou não). Todo o processo de obtenção da bolsa FAPEG é feito através da própria fundação, cabendo aos seus gestores as regras de distribuição. O valor da bolsa CAPES/CNPQ e FAPEG é de R$ 1.500,00 e tem duração de até 24 meses, dependendo do mês de obtenção. A bolsa CAPES/CNPQ pode ser obtida em qualquer momento durante o curso, havendo a disponibilidade e o aluno se encaixando nos critérios, porém ela só dura até o vigésimo quarto mês do curso de mestrado do aluno.

Outra informação importante sobre as bolsas é que se o aluno bolsista desiste do programa de mestrado ou é excluído por motivo de reprovação nas situações contempladas no regimento deverá devolver os valores recebidos ao órgão concedente da bolsa. Mais informações sobre as bolsas consultar o regulamento do mestrado e os sites da CAPES, CNPQ e FAPEG.

Outros auxílios e apoios concedidos pela UFG podem ser consultados através do site: https://procom.ufg.br/

 

Como Funcionam os créditos das Disciplinas?

O aluno regular deve cumprir de acordo com o regulamento 24 créditos em disciplinas. O PPGCOM oferece no primeiro semestre 1 disciplina obrigatória (ambas as linhas) e 2 disciplinas optativas para cada LP, cada uma de 4 créditos. Já no segundo semestre são oferecidas mais 1 disciplina obrigatória (ambas as linhas) e ao menos 3 disciplinas optativas para cada linha.

O termo “optativa” é utilizado para informar que a disciplina não é obrigatória, porém é obrigatório o cumprimento dos créditos, por isso ela se torna uma opção cursá-la ou não, podendo escolher entre elas. Sugerimos que o aluno curse 12 créditos no primeiro semestre e mais 12 no segundo, para que no primeiro ano finalize os créditos em disciplinas.

Também há a opção de cursar ao menos 4 créditos (dos 24) em outros programas de mestrado/doutorado, porém deve ser em acordo com o plano de estudos decidido em conjunto com o orientador do aluno.

Em resumo são 8 créditos em obrigatórias (1 disciplina no primeiro semestre e 1 no segundo) e os outros 16 créditos em disciplinas optativas, sendo que destes 16 créditos, 4 podem ser cursados em outros programas com a anuência do orientador.

Nas disciplinas o aluno é avaliado com conceitos A, B, C ou D. Caso seja reprovado em alguma disciplina obrigatória está excluído do programa de mestrado. Outros casos podem ser verificados no regulamento.

 

O que é qualificação? E a defesa?

 O PPGCOM possui como obrigatoriedade a etapa de “Qualificação”. O aluno poderá qualificar-se após o cumprimento de todos os créditos em disciplinas e a entrega dos certificados de atividades complementares.

O programa sugere que a qualificação seja feita entre 12 a 18 meses do curso, período ideal para apresentar a uma banca avaliadora toda parte teórica e o desenvolvimento metodológico do trabalho para posteriormente aplicar a pesquisa com a validação da banca. Caso o aluno seja reprovado na Qualificação é excluído do programa.

A dissertação é o produto final do mestrado, se o aluno qualificar até 18 meses terá ainda 6 meses para dar andamento na pesquisa e fazer sua defesa com até 24 meses – período limite. Existe a possibilidade de prorrogação por mais 6 meses, conforme consta no regimento do mestrado, porém apenas para o caso de gravidez e doenças infectocontagiosas, ou para casos eventuais de agendamento das bancas de defesa final, mais informações consultar o regimento.

Essa prorrogação de prazo é em caráter de exceção, recomendamos que ao ingressar no mestrado o aluno regular faça um cronograma com seu orientador para que cumpra o prazo limite oficial (24 meses) que é também o prazo limite das bolsas de estudo.

 

Tenho que fazer estágio docência por ser um programa de mestrado acadêmico?

O estágio de docência é obrigatório para os alunos bolsistas da CAPES e CNPQ, porém é recomendado aos alunos não bolsistas que também façam o estágio docente para obtenção de horas complementares e horas em sala de aula – conta pontos para seu currículo lattes. Os alunos vão para as salas de aulas com seus professores orientadores em disciplinas das graduações em Comunicação Social da UFG (Relações Públicas, Jornalismo e Publicidade e Propaganda).

 

E se eu passar?! Onde comer, onde morar, como me deslocar?

Pra você que não mora em Goiânia e tem planos de se mudar para a cidade caso seja aprovado no mestrado, algumas dicas dos alunos que já passaram por isso:

Onde morar – Caso queira morar próximo ao Campus para evitar o trânsito da cidade e pagar um aluguel com preço justo recomendamos os bairros: Itatiaia, Pompéia, São Judas Tadeu. São os mais próximos e você pode encontrar moradias a partir de R$ 400,00. Na internet tem vários anúncios, mas não deixe de pesquisar pessoalmente com os que alugam sem imobiliária, tem preços mais competitivos.

Onde comer – Morando próximo ao Campus você terá algumas opções de restaurantes nos bairros com preço justo, mas também temos o Restaurante Universitário (RU) que com um preço muito pequeno você pode fazer suas refeições (café, almoço e jantar), além de todos os outros estabelecimentos dentro do próprio campus.

Como deslocar – Caso não tenha carro ou moto, sugerimos que use o transporte público. Todo ano a empresa que gerencia o transporte tem um período de cadastro para alunos e você recebe uma carteirinha para pagar meia em todas as viagens no ônibus. Existem várias linhas que dão acesso ao campus 2, basta procurar pelo Google Maps e verificar a melhor rota! Caso vá morar perto do Campus você pode optar por ter uma bike ou mesmo caminhar todos os dias até o campus, opções saudáveis pra você e para o meio ambiente.

 

O que é a modalidade aluno especial?

O aluno especial é uma possibilidade de fazer parte do mestrado assistindo a uma disciplina (limite de 4 créditos). Todo semestre são abertas inscrições para alunos especiais nas disciplinas optativas. Os créditos cursados, caso o aluno especial seja aprovado na disciplina, são aproveitados para quando for aprovado no processo seletivo e se tornar um aluno regular. É uma boa opção para quem quer conhecer mais sobre as pesquisas desenvolvidas no mestrado, bem como verificar se é esse mesmo o caminho que pretende seguir.

 

Quais são as recomendações para o cronograma do pré-projeto?

Seu cronograma deverá contemplar as diversas etapas da pesquisa que está propondo, considerando o limite de 24 meses para a defesa da dissertação. Por isso, considere várias situações para sua pesquisa e planeje o tempo adequado. Cuidado com excessos de questões que não poderiam ser realizadas no tempo hábil. Alguns trabalhos de pesquisa podem ter a necessidade de trabalhar com entrevistas ou análises de indivíduos. Esses tipos de pesquisa devem passar pelo conselho de ética da faculdade. Alguns casos mais específicos, como pesquisa com crianças, doentes, deficientes, minorias, entre outros, podem levar mais tempo de análise. O estudante deve ficar atento a esses prazos para não atrasar o projeto de pesquisa.

 

Eu tenho mais dúvidas, com quem posso falar?

Você pode entrar em contato com a secretaria do mestrado através dos canais abaixo e também pode pedir apoio aos atuais alunos – nesse caso avise na secretaria e algum aluno entrará em contato para trocar uma ideia e ajudar sanando suas dúvidas!

Telefone: (62) 3521-1514

ppgcom.fic@ufg.br

mestradocomuni@gmail.com

Listar Todas Voltar